Considerada uma das maiores mineradoras do mundo, a Vale ocupa o 1º lugar em produção mundial de minério de ferro, pelotas e níquel. Para suportar esse volume, que chega a 348,8 milhões de toneladas métricas de minério de ferro, a empresa tem investido cada vez mais em iniciativas relacionadas à indústria 4.0 que estão mudando o cenário da mineração.

Entre as ações está uma série de projetos para elevar a sustentabilidade e a eficiência operacional das suas atividades, incluindo o aumento da disponibilidade dos equipamentos, a redução do consumo de combustíveis e a melhora da eficiência e eficácia da manutenção.

Com a inclusão de métricas quantitativas para avaliação da probabilidade de falha nos ativos, foram realizados estudos que impactaram, principalmente, os estoques e necessidades de peças sobressalentes, levando em consideração fatores como lucro cessante, tempo de aquisição do equipamento reserva, tempo de aquisição em emergência, perda de receita, entre outros. O resultado foi a entrega de informações que basearam uma decisão assertiva, considerando a probabilidade estatística do modo de falha do equipamento em questão e o período necessário para recebimento do item reserva.

Com uma série de soluções de gestão de ativos alinhadas aos desafios e tendências no setor minerador, ajudando a reduzir paradas não programadas que acarretam perdas na produção e oferecendo capacidade de monitorar a condição dos ativos, é possível estimar quando haverá uma falha com semanas ou meses de antecedência. A Atech está apoiando a Vale no projeto de implementação da plataforma Orion eAPI, oferecida em parceria com a Compass (antiga ReliaSoft), empresa pioneira na aplicação da Engenharia de Confiabilidade na América do Sul.

O principal objetivo da solução para gestão estratégica de ativos potencializada pela plataforma Orion eAPI, que faz parte do conjunto de soluções da plataforma OKTO para Gestão de Ativos, é dar mais confiabilidade aos equipamentos da organização, aumentando a disponibilidade e reduzindo o tempo necessário para manutenção, por meio da transformação de dados em informações para basear decisões estratégicas relacionadas à gestão de ativos.