Navegue
indústria siderúrgica
Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhe no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhe no Linkedin

O problema dos alarmes falsos na indústria siderúrgica

Na indústria siderúrgica, a medição de nível suporta operações mais seguras, mais eficientes e mais sustentáveis, melhorando o tempo de atividade e prolongando a vida útil dos ativos, além de evitar o problema dos alarmes falsos, que podem interromper a produção. Em diversas indústrias, é necessário que a medição e o controle dos seguintes parâmetros – temperatura; pressão, nível e fluxo – sejam realizados extensivamente e são muito importantes para manter a eficiência das operações e processos.

A importância da medição de nível para evitar alarmes falsos na indústria siderúrgica passa pela eficiente gestão de ativos e avaliação da condição do ativo, permitindo um:

  • Controle seguro e eficiente do processo

Um processo de fabricação na indústria siderúrgica pode apresentar falhas se os níveis de líquidos e sólidos relevantes não forem medidos e controlados adequadamente. Também pode danificar seriamente os equipamentos de produção e resultar em alterações indesejáveis ​​na qualidade do produto ou perda de produção.

No caso de caldeiras geradoras de vapor, por exemplo, a medição e o controle do nível da água no tambor da caldeira são muito críticos. A perda do nível da água ou o nível excessivo de água são prejudiciais para a vida útil da caldeira e auxiliares relacionados.

  • Monitoramento e controle de estoque

A eficiência econômica de qualquer operação depende do controle adequado do estoque. Isso é particularmente importante para itens de alto valor, uma vez que o excesso de armazenamento desses itens aumenta o “custo de manutenção do estoque”. No entanto, baixos níveis de estoque podem causar gaps na atividade de produção. Portanto, a medição precisa do nível de estoque líquido / sólido na indústria siderúrgica é essencial.

  • Aumento da segurança nas instalações

O derramamento de líquido perigoso, como aço derretido, mesmo que em quantidade mínima, pode causar sérios danos ao pessoal que trabalha na área e potencialmente pode criar riscos ambientais e de segurança, resultando em perdas financeiras. Portanto, a proteção contra transbordamento é muito vital. A mistura desproporcional de dois ou mais ingredientes pode gerar produtos nocivos.

Dados são a base da eficiência

A ideia de coletar dados para permitir que especialistas executem o monitoramento da condição do ativo não é um conceito novo no setor industrial. Os fornecedores de automação oferecem, há algum tempo, serviços específicos, como monitoramento de vibração em equipamentos rotativos.

O que muda nesse cenário da Indústria 4.0 é a adoção de soluções de Internet das Coisas (IoT) e de conexões inteligentes, entregando um conjunto completamente novo de gestão de ativos, de tecnologia de detecção, novas abordagens econômicas para conectividade e melhores maneiras de conectar dados com pessoas, em qualquer lugar do mundo.

Além disso, a indústria siderúrgica vem reconhecendo que o Aprendizado de Máquina, a Inteligência Artificial e a tecnologia em nuvem podem ser aplicadas nos conceitos de monitoramento de condições para permitir práticas de manutenção prescritiva e preditiva que reduzem significativamente o problema dos alarmes falsos e o tempo de inatividade não planejado.

Monitoramento da condição dos ativos

O monitoramento das condições dos ativos é um caso de uso importante para a IoT. Um programa de manutenção com base em condições pode ser estabelecido, com detecção precoce de falhas em potencial para uma variedade maior de ativos críticos, para permitir manutenção prescritiva e preditiva.

Não se trata mais de apenas monitorar dados de vibração em equipamentos rotativos. Aproveitando uma ampla variedade de tecnologias de sensores, a condição de todos os equipamentos críticos pode ser monitorada on-line em tempo real.

Isso permite um melhor planejamento das necessidades de peças e recursos para quando ocorrer uma interrupção planejada. Isso eliminará o trabalho desnecessário e o tempo de inatividade não planejado, facilitando a manutenção, reduzindo custos e aumentando a disponibilidade da planta.

Confira o processo de três etapas para um programa de monitoramento de condições bem-sucedido que vai evitar alarmes falsos:

A primeira etapa na configuração de um programa de monitoramento de condição do ativo bem-sucedido é identificar equipamentos e aplicações críticas que possam se beneficiar mais. Em muitos casos, os responsáveis pelas estratégias de gestão de ativos já conseguiram identificar os equipamentos que causaram mais dores de cabeça quando falharam no passado.

Se necessário, uma análise mais formal da criticidade pode ser realizada, geralmente como parte de um programa padronizado de confiabilidade, aproveitando as melhores práticas do setor para gerenciamento de riscos.

Outra abordagem pode ser revisar os registros de manutenção para ver qual equipamento historicamente criou o maior impacto negativo nas operações.

Ao estabelecer um caso de negócios para a gestão da condição de ativos, os principais fatores a serem avaliados são como reduzir os custos de manutenção, e ao mesmo tempo melhorando o desempenho da planta, aumentando a disponibilidade do processo e melhorando a eficiência da manutenção. Tudo isso pode ser associado a evitar tempo de inatividade não planejada. Saiba como a plataforma OKTO para gestão de ativos é uma grande aliada para evitar alarmes falsos e manter a eficiência das operações.

Receba nossos conteúdos

Preencha seu email e receba nossos conteúdos sobre Gestão de Ativos

Entre em contato

Email: contato@atech.com.br
Tel.: 55 (11) 3103-4600
Rua do Rocio, 313 – 5° andar
Vila Olímpia – São Paulo – SP

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Criado pela Intelligenzia