Navegue
Logística e supply chain atingem um novo patamar com a inteligência artificial
Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhe no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhe no Linkedin

Logística e supply chain atingem um novo patamar com a inteligência artificial

A adoção da inteligência artificial em logística certamente irá mudar completamente o seu modelo operacional, passando de reativo para proativo e preditivo, gerando novas capacidades, junto com redução de custo e maior eficiência, e foco no cliente com prazos de entrega menores; status de pedidos sempre atualizados, redução de falhas e preços competitivos. Inclusive, hoje até se já fala em AIoT (Inteligência Artificial das Coisas), uma cultura orientada a dados e centrada em análises.

Essa é a base da LogísticaNxT e, segundo Jefferson Castro, gerente de produto da Atech, “a tendência é que a inteligência artificial contribua dando suporte à tomada de decisão, aproveitando o grande volume de informação gerada em toda a cadeia, garantindo maior visibilidade e, consequentemente, mais resiliência”.

Com a inteligência artificial (IA) as empresas podem utilizar o reconhecimento de imagem avançado para rastrear a condição das remessas e ativos, possibilitar autonomia completa ao transporte, ou prever flutuações dos volumes de remessa mundiais antes que aconteçam. E também contar com uma nova força de trabalho, livre de atividades rotineiras, e que pode focar em tarefas estratégicas e que gerem mais valor para o negócio.

Os gestores, por exemplo, poderão aproveitar os insights entregues por uma solução de gestão de logística com sistemas de monitoramento e rastreamento conectados e velozes para transações praticamente imediatas e transparentes, como a plataforma OKTO, desenvolvida pela Atech, que possibilita a gestão de uma cadeia segura por meio da integração de ponta a ponta dos seus processos logísticos.

E, com a integração do hunter IoT Visibility Manager, uma plataforma de automação que identifica, captura, rastreia e garante fidelidade da informação desde a coleta dos dados até a sua entrega para os softwares de gestão, desenvolvido pela GTP, é possível garantir ainda mais visibilidade aos processos logísticos de forma integrada e com altos níveis de rastreabilidade– desde a produção até a entrega do produto final.

A coleta e análise de dados, os transformando em inteligência, é fundamental para o gerenciamento eficaz do supply chain e quanto maior o número de informações registradas, maiores são as chances de estar preparado para possíveis eventualidades. Plataformas inteligentes estão cada vez mais aptas a produzir previsões ​​para ajudar as empresas em todas as etapas da cadeia, desde o auxílio no gerenciamento do inventário diário ao planejamento de cenários hipotéticos por um ano ou até dois anos depois.

A análise de Big Data preditiva possibilita aos gestores mapear os possíveis futuros e estabelecer um prognóstico mais concreto, a partir da identificação de padrões estabelecidos pelas informações registradas na base de dados das empresas.

Assim, o uso de soluções de inteligência artificial em logística permite responder com assertividade a situações pontuais no supply chain como mudanças no cronograma e no planejamento de materiais, em resposta a novas demandas dos clientes, com uma operação sincronizada e automatizada.

A jornada rumo à LogísticaNxT

Investir em inteligência artificial em logística está deixando de ser um diferencial e se tornando uma necessidade básica para as empresas que pretendem se manter competitivas no mercado. Com inovadoras tecnologias, o gestor pode aumentar a eficiência dos processos, utilizando a análise avançada dos dados das operações.

Com um modelo proativo, que “aprende” e melhora com o tempo, a logística passa a ser auto adaptativa, abrangente e altamente flexível, calculando em tempo real a movimentação do fluxo de trabalho para reconhecer mudanças de padrões. Mesmo antes de um problema aparecer, o sistema sabe que algo não está certo e determina se a ação é necessária. Em caso afirmativo, identifica a medida a ser tomada e mede os resultados para aprender e melhorar ao longo do tempo.

E, em se tratando de gestão de frotas, a inteligência artificial em logística também pode ser aplicada de diversas maneiras. Quando fazer manutenção de forma a gastar o menos possível? Qual é o melhor veículo para a sua operação? Quanto dinheiro é desperdiçado com combustível e pneu devido à má condução?

Se antes uma das grandes dificuldades da logística era o acompanhamento real do trajeto dos caminhões, já que a maior parte do contato entre o motorista e a empresa só acontecia nos pontos estratégicos de parada, hoje sensores embarcados na frota enviam dados em tempo real que permitem otimizar rotas, manutenção e produtividade. Por meio de algoritmos de IA é possível, de maneira rápida e automática, construir modelos que conseguem avaliar dados maiores e mais complexos, gerando resultados com agilidade e precisão, mesmo em uma grande escala.

O uso da inteligência artificial em logística, com a proposta de integrar toda o supply chain, é um dos primeiros passos – e você está pronto para a próxima geração da governança em processos logísticos globais? Prepare-se para a LogísticaNXT com a plataforma OKTO. Entre em contato e saiba como ter uma gestão integrada ponta a ponta, com transparência e controle.

Receba nossos conteúdos

Preencha seu email e receba nossos conteúdos sobre Logística

Entre em contato

Email: contato@atech.com.br
Tel.: 55 (11) 3103-4600
Rua do Rocio, 313 – 5° andar
Vila Olímpia – São Paulo – SP

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Criado pela Intelligenzia