CategoriesImprensa

Atech – From Brazil with innovation

Can you give us a brief background of the company?
Delfim Ossamu Miyamaru: Atech is the Brazilian leader in solutions for complex mission-critical systems. We are a solutions provider for air traffic management, defence and security, with proven experience in designing, specifying, developing, integrating and delivering solutions to complex technological systems in various application areas.

Atech brings the unique experience of leading some of the biggest and most important systems projects in Brazil, such as SIVAM/SIPAM (Amazon surveillance and protection system). The firm also worked in other government and armed forces’ high-relevance projects and was awarded as a Brazilian Defense Strategic Company.

We have implemented – from concept to operation – more than 50 command and control centres, customised to different kinds of operation, such as ATM/ATC, military operations and energy utilities management. Since 2013, Atech has been a subsidiary of Embraer Defense & Security.

You have in-depth experience of ATM. When and how did the company begin working with those systems?

Based on a strategic vision of the Government of Brazil to address the issue of technological ‘black boxes’ commonly marketed in the past, Atech emerged in 1997 as a private non-profit foundation. The foundation soon evolved into a corporate group capable of generating know-how in critical technologies, continually applied in large-scale projects.

Critical technologies – those required to accomplish a certain target, programme or control – are frequently associated with the area of defence and airspace control. Since its start-up, the company has been working in a strong partnership with the Brazilian Air Force to provide the country’s ATMs systems that combine high reliability and world-class technological solutions. That approach has given Brazil a greater technological autonomy and domain.

As the main contractor for research, design, development, supply, evolution and integration of ATM systems in Brazil, Atech is responsible for the development and modernisation of Brazil’s entire air control and defence system, with the implementation of SAGITARIO (advanced operationally relevant air traffic data management and reporting system), a programme to modernise all automated control centres.

Atech also developed Skyflow, an air traffic flow-management system, which integrates data from airlines, airports and control agencies, among others, with weather information in a unified database. Skyflow is currently in operation at Brazil’s CGNA (Center for Air Navigation Management).

Recently, we were proud to be awarded by the Airports Authority of India (AAI) a contract to implement the SkyFlow ATFM system in India. The contract is valued at $18.5 million and has a 30-month duration, beginning in July 2014. To deliver this project, Atech will work with its long-time partner DFS, Germany’s air navigation service provider, and Three D Integrated Solutions, an Indian systems engineering firm.

Our Brazilian ATM systems handle more than three million flights a year and cover 22 million square kilometres, involving areas of high traffic density.

These systems, supporting the vision and operational concept of the control system of Brazilian airspace, put the national air navigation services at an outstanding overall performance level, according to the latest USOAP audit accomplished by ICAO.

How does Skyflow work and what are the benefits for the ATM’s service providers?

Skyflow’s goal is to manage air traffic information, the flight plans, and the best use of airways and airports resources, and provide a better air traffic distribution.

With a high level of integration, involving data from airlines, airports and control agencies, among others, with weather information, the system allows the air traffic control agents to balance the capacity and airlines’ demand, ensuring the operations’ safety and the regularity and punctuality of flights.

What are the other areas of expertise of Atech in the airport operations environment?

With our broad experience and expertise in critical systems, we provide customised solutions, with a high level of integration, regarding decision-making, and resource and assets management.

We have been observing some key trends in the airport operations’ environment, especially regarding the new digital technologies, and believe that a new paradigm of operational concepts is emerging.

This new paradigm is essentially information-based, net-centric, with a high level of innovation in the management practices and a strong focus on performance.

To keep up with this paradigm, Atech is investing in innovative systems such as A-CDM (airport collaborative decision making) and SWIM (system wide information management) to complement our portfolio and enhance our capacity to deliver game-changing solutions to our customers.

Products and Services
Air Traffic Management and Control Systems (ATM / ATC)
Airport Security
Contact Details
Atech
URL: www.atech.com.br

Fonte: Site Future Airport
http://www.futureairport.com/contractors/air-traffic-management-and-control-systems-(atm–atc)/atech1/

CategoriesImprensa

Atech, DFS Aviation Services to collaborate

Brazilian air traffic technology supplier Atech and DFS Aviation Services, a wholly owned subsidiary of the German air navigation service provider DFS, have signed an agreement to combine their expertise to market common solutions for en-route, approach and aerodrome control units worldwide.

One focus of this collaboration is the further development of an Arrival Management System and the integration of data from adjacent air traffic control units (cross centre arrival management).

Additionally, the companies plan to create a data exchange platform – a system wide information management – in accordance with the ICAO requirements.

“We are delighted to be working together in the markets of South America and Asia with such a powerful partner as Atech,” says Oliver Cristinetti, managing director, DFS Aviation Services.

According to Atech president Edson Carlos Mallaco, “this new agreement is a continuation of excellent joint programmes performed in the past by both companies, and it reinforces the commitment of both companies”.

Fonte: Site Air Traffic Management
http://www.airtrafficmanagement.net/2018/03/atech-2/

CategoriesImprensa

Atech apresenta portfólio da unidade de negócios B2B na Intermodal 2018

São Paulo, março de 2018 – A Atech, empresa do Grupo Embraer especializada no desenvolvimento de soluções e tecnologias para apoio à tomada de decisão, participa da Intermodal South America 2018.

A Atech apresenta o portfólio da unidade de negócios B2B, como parte da estratégia para expandir sua atuação no mercado corporativo, com destaque para a plataforma OKTO de soluções, que fornece visibilidade total do fluxo de informações e reduz os ciclos das operações logísticas das empresas.

“A plataforma OKTO garante a gestão e a governança de um processo logístico global de maneira segura e com alto desempenho, a partir da integração entre os sistemas industriais e administrativos da empresa com suas filiadas, parceiros e operadores”, afirma Jefferson Castro, Gerente de Produto da Atech.

Outras características da plataforma OKTO são:

– Controle avançado da operação de armazém, transporte, pátio e docas;

– Consolidação de diferentes fontes de despesas para o cálculo do custo final da operação;

– Autonomia para transportadoras e fornecedores fazerem o agendamento das entregas e coletas, respeitando a capacidade da operação; e

– Visibilidade de todos os eventos do processo, os quais são controlados e monitorados para garantia de uma operação logística segura e de qualidade.

Demais soluções da Atech

Além da plataforma OKTO, o portfólio B2B da Atech a ser apresentado no evento é composto por soluções de Conexões Inteligentes para o setor de energia e Segurança Digital. As Conexões Inteligentes permitem às concessionárias monitorar a estrutura da rede de energia elétrica, o consumo e a demanda de energia, diagnosticar falhas para aperfeiçoar a qualidade da energia fornecida e detectar indícios de tentativa de fraudes.

Já as soluções de Segurança Digital têm como objetivo colaborar com as estratégias focadas em confidencialidade de dados corporativos, que permite às empresas tanto identificar possíveis vulnerabilidades e riscos da infraestrutura de TI, como identificar padrões de senhas e comportamentos que possam representar risco para o negócio.

A Atech também vai demonstrar a solução Arkhe Governance, que compõe o portfólio de Segurança e Defesa com foco em atender às demandas dos governos na gestão de cidades – como mobilidade, educação, saúde e segurança – além de outros pontos específicos, como gestão de portos, a partir da capacidade de acompanhar eventos em tempo real nos Centros de Operações, ou em unidades móveis. Com o uso de tecnologias georreferenciadas, a solução realiza fusão, correlação e análise de dados para proporcionar ao gestor uma visão completa das informações, trazendo eficácia nos processos de gestão e de tomada de decisão.

 

 

Sobre a Atech

Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, gestão de ativos, segurança digital, Conexões Inteligentes, logística, sistemas de comando e controle, de instrumentação e controle, embarcados e simuladores. Mais informações em www.atech.com.br

CategoriesEnergia,  Imprensa

Automação por meio de medidores inteligentes de energia elétrica permite adequação das distribuidoras à Tarifa Branca

Por Ricardo Hayashi, Responsável por Produtos para Conexões Inteligentes da Atech

 

A vigência da Tarifa Branca como “nova modalidade de cobrança” referente ao consumo de energia elétrica no Brasil, iniciada no dia 1 de janeiro de 2018, trouxe de volta uma discussão que estava “abandonada” pela falta de urgência em se ter uma solução: qual é a forma mais adequada e eficiente de promover a medição do consumo de energia?

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a medida tem o objetivo de equilibrar o consumo de energia em residências e pequenos comércios, principalmente no horário em que há “pico de consumo de energia” na rede elétrica promovida pela entrada simultânea de grandes cargas no período das 17:30 às 20:30hs, por exemplo. Para isso, a agência lançou um modelo de cobrança que tem preço variável, de acordo com o dia e o horário da energia consumida.

Voltando à discussão inicial, a resposta para a questão aberta é: a medida ideal para as distribuidoras se adequarem à implementação da Tarifa Branca é investir na automação da medição de energia elétrica e a instalação dos medidores inteligentes em seus clientes.

Em termos práticos, investir na automação significa substituir a tradicional leitura manual de consumo de energia por um sistema “inteligente, eletrônico e conectado” que promove o envio dos dados coletados pelos medidores em tempo real para os respectivos centros de medição das distribuidoras, por meio de uma comunicação interligando as duas “pontas”. Comunicação essa que é viabilizada pela tecnologia de Redes MESH, que é facilmente implantável, demanda pouco investimento, é confiável, e adaptável, pois considera várias opções para roteamento de mensagens, otimizando continuamente a sua topologia com uma readequação rápida às falhas e mudanças encontradas na rede de dados.

Ao adotar os medidores inteligentes, a distribuidora de energia terá como primeiro benefício – e mais importante de todos – a eliminação da “perda de receita”, que geralmente é causada pela impossibilidade de medir regularmente o consumo de energia em determinadas localidades, principalmente nas áreas rurais, nas quais há dificuldade de estar presente todos os meses para a leitura manual da medição.

As cobranças são feitas a partir de cálculo baseado no “consumo médio” dos últimos meses em que houve a medição. Além disso, quando a distribuidora não consegue realizar a medição por três meses consecutivos, a cobrança deve ser efetuada com o valor mínimo. Nestes dois cenários se configura a “perda de receita”. A partir da implantação de um sistema de automação da medição, não existe mais perda, pois o monitoramento do consumo de energia é remoto e online – algo impossível por meio da leitura de medição tradicional -, sem a necessidade da “presença física” para esta atividade. A automação da medição garante que a distribuidora faça a cobrança correta e tenha receita sem perdas.

O segundo benefício é o combate a fraudes a partir dos registros minuto a minuto de consumo e de demanda de energia disponíveis nos medidores inteligentes, possibilitando assim o levantamento do perfil de consumo, a análise e comparação que podem denotar atitudes suspeitas por parte do cliente. Consequentemente, é possível obter redução de despesas ao eliminar deslocamentos desnecessários de equipes para o trabalho de inspeção de fraudes.

A adoção das Redes MESH permite também a redução de despesas operacionais (OPEX) já que isenta as distribuidoras de mensalidades e assinaturas pagas às operadoras de telecomunicações, como acontece com as tecnologias de redes celulares 3G/4G comumente empregadas para medição remota. Inclusive, como reduzir custos é sempre ponto primordial na estratégia de negócios de qualquer empresa, este fato também é de grande importância para justificar o retorno sobre o alto valor de investimento exigido para adoção dos medidores inteligentes.

Concluindo, assim como nos demais setores da economia, no setor de energia também podemos dizer que automatizar a medição é sinônimo de aderir ao conceito de Transformação Digital, movimento este que vem se tornando obrigatório para todos os tipos de empresa que lidam com alto volume de dados de clientes e que amplia a eficiência, confiabilidade e desempenho dos dispositivos conectados.

CategoriesImprensa

Atech firma parceria com ReliaSoft Brasil com foco no portfólio de Gestão de Ativos

Objetivo da parceria é reduzir riscos relacionados aos processos produtivos e dar subsídios para a tomada de decisão no mercado corporativo

 

São Paulo, fevereiro de 2018 – A Atech, empresa do Grupo Embraer, especializada no desenvolvimento de soluções para missão crítica e tecnologias para apoio à tomada de decisão, anuncia parceria com a ReliaSoft Brasil, especializada na difusão do conhecimento em engenharia da confiabilidade.

As empresas vão atuar conjuntamente focadas no portfólio de Gestão de Ativos da Atech, oferecendo ao mercado soluções que poderão reduzir em até 30% os custos com manutenção de ativos e até 70% os custos para compra de peças de reposição.

Unindo a experiência no desenvolvimento de soluções da Atech e as metodologias de análise da confiabilidade de ativos da Reliasoft Brasil, as empresas irão gerar cenários detalhados para redução de riscos relacionados aos processos produtivos e, principalmente, vão ter subsídios para a tomada de decisão e planejamento estratégico da cadeia produtiva.

Segundo Marcelo Eskenazi, Diretor de Negócios Corporativos na Atech, a parceria fortalece o portfólio de produtos e serviços na área de Gestão de Ativos. “Esta base sólida em engenharia de confiabilidade da ReliaSoft passa a estar disponível para diversas das verticais de atuação da Atech, tais como química, energia, mineração, petróleo e gás, entre outras. De acordo com a necessidade específica de cada negócio, poderemos reforçar nossa proposta de valor, seja em monitoramento de condição de ativos, planejamento e programação da manutenção ou controle da manutenção, garantindo assim o uso mais eficiente do capital investido”, afirma.

Com esta parceria, a Atech integra as soluções da Reliasoft Brasil – Orion e Api – ao conjunto de soluções da plataforma OKTO para Gestão de Ativos, além de combinar os serviços de consultoria em melhoria de processos e engenharia de confiabilidade.

Claudio Caiani Spanó, Diretor Executivo da ReliaSoft Brasil, ressalta que a falta de uma análise de risco baseada em dados concretos gera mais custos para as empresas. “Toda decisão tem um risco que pode ser calculado. Porém, grande parte das empresas ainda toma decisões rápidas baseadas em experiência e que podem gerar retornos efêmeros, pois não contam com os riscos futuros. É possível ter mais segurança nas ações por meio de uma visão e controle do todo”, explica Spanó.

“Em 18 anos de experiência com projetos de confiabilidade aplicadas nas áreas de manutenção e gestão de ativos físicos, constatamos que muitas empresas gastam mais do que deveriam com peças de reposição, as quais são estocadas e talvez nem precisam ser usadas ou, pior, se forem utilizadas já vão estar fora do prazo de validade”, ressalta.

 

Sobre a Atech

Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores, gestão de ativos, segurança digital, conexões inteligentes e logística. Mais informações em www.atech.com.br

CategoriesImprensa

Atech lança plataforma OKTO integrando Logística e Gestão de Ativos

São Paulo, dezembro de 2017 – A Atech, empresa do Grupo Embraer especializada no desenvolvimento de soluções para missão crítica e tecnologias para apoio à tomada de decisão, lança no mercado brasileiro a plataforma OKTO, que integra soluções de Logística e Gestão de Ativos.

A plataforma OKTO atende empresas de diversos setores com uma solução dinâmica, capaz de operar em nível global, gerindo ativos de maneira eficiente e confiável, reduzindo os ciclos dos processos e fornecendo rastreabilidade às operações logísticas.

“A Atech acumula mais de uma década de conhecimento estratégico para dar origem a soluções capazes de fornecer inteligência no monitoramento e condição de ativos, e base para tomadas de decisões em operações logísticas complexas”, explica Jefferson Castro, Gerente de Produto da Atech.

 

Logística

“Na parte de Soluções para Logística, a plataforma OKTO realiza a gestão e a governança de um processo logístico global de maneira confiável, segura e com alto desempenho, integrado com sistemas industriais, administrativos e logísticos da organização, suas filiadas, parceiros e operadores”, adiciona Jefferson Castro.

É composta pelos seguintes módulos:

– Planejamento e Execução da Operação, a partir do controle avançado da operação do armazém, transporte, pátio e docas, incluindo a gestão de custos e recursos do processo;

– Gerenciamento de Documentos do Processo e Custos, com a consolidação de diferentes fontes de despesas para o cálculo do custo final da operação;

– Gerenciamento de serviços, simplificando e sistematizando sua oferta e consumo, independente se serem prestados pela própria empresa ou por meio de outros fornecedores;

– Agendamento de transporte de cargas, permitindo que transportadoras e fornecedores façam o agendamento das entregas e coletas de forma autônoma, e respeitando a capacidade da operação;

– Gestão de Eventos, dando visibilidade ao gestor de todos os eventos de não conformidade do processo, bem como impedimentos e tratativas. Os eventos são controlados e monitorados para garantia de uma operação segura e de qualidade.

 

Gestão de Ativos

“Na parte de ativos, nossas soluções incluem o ciclo completo para gestão, que é voltada para a prevenção de falhas, e antecipação de qualquer evento que possa interromper a operação”, afirma Fábio Vieira, Chief of Product Owner para a plataforma OKTO.

É composta pelos seguintes módulos:

– Monitoramento de Condição do Ativo, que permite a tomada de decisão durante a produção e manutenção; a eliminação de manutenções preventivas desnecessárias e a identificação rápida de problemas que possam afetar a segurança operacional e ambiental.

– Planejamento e Programação da Manutenção, que fornece um sistema atualizado de recursos, bem como a gestão de execução das atividades críticas, o nivelamento da carga de trabalho da equipe, integrando e otimizando missões planejadas e agendamentos de última hora.

– Gestão da Execução de Manutenção, que fornece dashboards “amigáveis” para o gerenciamento dos ativos; consulta a estoque de peças, monitoramento dos chamados de manutenção, alocação dos custos de manutenção, encaminhamento de chamado para equipe de campo.

– Gestão da Estratégia do Ativo, com a verificação do grau de confiabilidade do ativo; identificação dos equipamentos que estão gerando mais quebras, bem como dos ativos que estão impactando a performance produtiva e auxílio na construção da gestão de risco.

 

Sobre a Atech

Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores, gestão de ativos, segurança digital, conexões inteligentes e logística. Mais informações em www.atech.com.br

CategoriesImprensa

Atech inaugura Laboratório de Simulação no Parque Tecnológico São José dos Campos

A Atech, empresa do Grupo Embraer, inaugurou dia 12, o Lab.Tech – Laboratório de Simulação, Ensaios e Treinamento, no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). A nova área passa a concentrar as atividades de ensaios, treinamentos e programas de simulação dos sistemas desenvolvidos pela empresa.

Com o Lab.Tech, a Atech contará com um ambiente específico para a realização das calibrações do módulo AMAN (Arrival Management) do SAGITARIO (Sistema Avançado de Gerenciamento de Informações e Tráfego Aéreo e Relatórios de Interesse Operacional). O SAGITARIO é o sistema desenvolvido e implantado pela Atech no Brasil para gestão do tráfego aéreo, estando, hoje, presente em 15 centros de controle de voo.

O AMAN (Arrival Management) é uma ferramenta que utiliza informações de posição das aeronaves derivadas dos sistemas de vigilância, das cartas de navegação aérea e dos planos de voo, a fim de estabelecer a sequência lógica de aproximação das aeronaves para um determinado aeroporto. Essa ferramenta já está sendo utilizada nos APP (Centro de Controle de Aproximação) de Curitiba, Brasília e Belo Horizonte para auxílio à tomada de decisão no sequenciamento dos voos. Em breve deverá ser instalada nos centros de controle do Rio de Janeiro e de São Paulo.

O Lab.Tech conta ainda com o Sistema PLATAO (Plataforma Avançada de Treinamento e Atualização Operacional), um sistema de simulação de controle do espaço aéreo, desenvolvido pela Atech em 2016, em parceria com a FAB (Força Aérea Brasileira), para capacitar e reciclar os conhecimentos e habilidades dos controladores de tráfego aéreo. O PLATAO é uma plataforma moderna e robusta, que permite a geração de cenários complexos, tais como comunicação por enlace de dados entre controlador e piloto e o rastreamento de aeronaves com novas tecnologias.

Sobre a Atech – (www.atech.com.br) – Reconhecida como uma desenvolvedora e integradora de sistemas brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas, tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas embarcados, inteligência, segurança cibernética, sistemas de instrumentação e controle, simuladores e logística. Certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa do Brasil, a Atech conta com um amplo portfólio de produtos e serviços tanto na área de Defesa quanto na área civil, com o desenvolvimento de tecnologia dual.

CategoriesImprensa

Atech lança plataforma OKTO integrando Gestão de Ativos e Logística

São Paulo, novembro de 2017 – A Atech, empresa do Grupo Embraer especializada no desenvolvimento de soluções para missão crítica e tecnologias para apoio à tomada de decisão, lança no mercado brasileiro a plataforma OKTO, que integra soluções de Gestão de Ativos e Logística.

“A Atech acumula mais de uma década de conhecimento estratégico para dar origem a soluções capazes de fornecer inteligência no monitoramento e condição de ativos, e base para tomadas de decisões em operações logísticas complexas”, explica Jefferson Castro, Gerente de Produto da Atech.

A plataforma OKTO atende empresas de diversos setores com uma solução dinâmica, capaz de operar em nível global, gerindo ativos de maneira eficiente e confiável, reduzindo os ciclos dos processos e fornecendo rastreabilidade às operações logísticas.

“Na parte de ativos, nossas soluções incluem o ciclo completo para gestão, que é voltada para a prevenção de falhas, e antecipação de qualquer evento que possa interromper a operação”, afirma Fábio Vieira, Chief of Product Owner para a plataforma OKTO. Conheça:

-Monitoramento de Condição do Ativo, que permite a tomada de decisão durante a produção e manutenção; a eliminação de manutenções preventivas desnecessárias, e a identificação rápida de problemas que possam afetar a segurança operacional e ambiental.

– Planejamento e Programação da Manutenção, que fornece um sistema atualizado de recursos, bem como a gestão de execução das atividades críticas, o nivelamento da carga de trabalho da equipe, integrando e otimizando missões planejadas e agendamentos de última hora.

– Gestão da Execução de Manutenção, que fornece dashboards amigáveis para o gerenciamento dos ativos; consulta a estoque de peças, monitoramento dos chamados de manutenção, alocação dos custos de manutenção, encaminhamento de chamado para equipe de campo.

– Gestão da Estratégia do Ativo, com a verificação do grau de confiabilidade do ativo; identificação dos equipamentos que estão gerando mais quebras, bem como dos ativos que estão impactando a performance produtiva, e auxílio na construção da gestão de risco.

“Na parte de Soluções para Logística, a OKTO realiza a gestão e a governança de um processo logístico global de maneira confiável, segura e com alto desempenho, integrado com sistemas industriais, administrativos e logísticos da organização, suas filiadas, parceiros e operadores”, adiciona Castro. É composta pelos seguintes módulos:

– Planejamento e Execução da Operação, a partir do controle avançado da operação do armazém, transporte, pátio e docas, incluindo a gestão de custos e recursos do processo;

– Gerenciamento de Documentos do Processo e Custos, com a consolidação de diferentes fontes de despesas para o cálculo do custo final da operação;

– Gerenciamento de serviços, simplificando e sistematizando sua oferta e consumo, independente se serem prestados pela própria empresa ou por meio de outros fornecedores;

– Agendamento de transporte de cargas, permitindo que transportadoras e fornecedores façam o agendamento das entregas e coletas de forma autônoma, e respeitando a capacidade da operação;

– Gestão de Eventos, dando visibilidade ao gestor de todos os eventos de não conformidade do processo, bem como impedimentos e tratativas. Os eventos são controlados e monitorados para garantia de uma operação segura e de qualidade.

Sobre a Atech

Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores, gestão de ativos, segurança digital, conexões inteligentes e logística. Mais informações em www.atech.com.br

CategoriesImprensa

Atech, da Embraer, cria soluções de Conexões Inteligentes para Energia

Soluções aperfeiçoam a análise de dados e ampliam a competitividade de mercado nas empresas de energia elétrica

São Paulo, dezembro de 2017 – A Atech, empresa do Grupo Embraer, inicia as operações da área de Conexões Inteligentes, com foco nas concessionárias de Energia, mais especificamente as distribuidoras. As duas principais soluções são as Redes Mesh e o Sistema de Automação de Medição.

“A Atech foi a responsável pela implementação do projeto SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), e usamos toda a experiência neste projeto para desenvolver as soluções para a rede elétrica brasileira, que é bastante complexa, além de extremamente capilarizada”, explica  Ricardo Hayashi, Chief of Product Owner da Atech para Conexões Inteligentes.

Pesquisas apontam as redes Mesh como uma das principais tendências na modernização da rede elétrica. No Brasil, a adoção da tecnologia ajuda na solução de um problema bastante conhecido das distribuidoras que operam no país, que inclui a dificuldade na medição correta, a automação da distribuição, e a identificação mais ágil de falhas na rede.

A solução da Atech permite gerenciamento e configuração remotos, diagnóstico em tempo real, apresentação de alarmes e eventos para uma rápida identificação de falhas na rede, monitoramento da saúde da estrutura da rede e autorrecuperação da rede em caso de perda de equipamento.

Sistema de Automação da Medição

A outra solução para o setor de Energia é o Sistema de Automação de Medição, que permite maior agilidade na análise e gerenciamento das informações geradas pelos sistemas de leitura remota de medição, registradas pelos medidores de energia elétrica. O serviço permite as concessionárias: monitorar o consumo e demanda de energia, melhorar a qualidade da energia fornecida, diminuir perdas, diagnosticar falhas e detectar potenciais fraudes, e visualizar a evolução do seu mercado consumidor. A ferramenta também oferece relatórios e indicadores de desempenho.

Outras funcionalidades incluem a Supervisão da Carga nas Subestações, Monitoramento de Clientes de Alta e Média Tensão, cujo módulo permite também aos clientes acompanhar consumo e demanda, realizar simulações de mudança de contrato e a inclusão de cargas e capacitores.

Com o módulo de Defeitos e Irregularidades é possível criar regras específicas para a detecção de fraudes, a partir da identificação de “degraus” no consumo, variações em torno de um valor esperado, análises de consistências, entre outros. A solução integra oito variáveis de análise no total: fasorial, consumo diário, consumo mensal, monitor de demanda geral e diária, variação em relação à média, consistências, e quedas de energia.

Sobre a Atech

Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores, gestão de ativos, segurança digital, conexões inteligentes e logística. Mais informações em www.atech.com.br

CategoriesImprensa

Unidade B2B da Atech começa a operar integrando áreas-chave para Transformação Digital

Soluções de Gestão de Ativos, Logística, Segurança Digital e Conexões Inteligentes compõem estratégia da empresa para crescer até o final de 2018

São Paulo, novembro de 2017 – A Atech, empresa do Grupo Embraer especializada no desenvolvimento de soluções para missões críticas e tecnologias para apoio à tomada de decisão, anuncia unidade de negócios que faz parte da estratégia da empresa para expandir sua atuação para o mercado corporativo.

Um passo importante para atingir a meta é a criação de um portfólio composto por soluções divididas em quatro áreas: Gestão de Ativos, Logística, Segurança Digital e Conexões Inteligentes. “A experiência da Atech com setores críticos, como Defesa, Controle de Tráfego Aéreo, e na prestação de serviços para a Embraer fez com que acumulássemos conhecimento e experiência ímpares no mercado nacional”, diz Marcelo Eskenazi, Diretor de Negócios Corporativos na Atech.

As áreas de Gestão de Ativos e Logística se unem em torno de uma nova plataforma de serviços, a OKTO. Conheça:

Gestão de Ativos: A plataforma OKTO tem soluções para: monitoramento de condição do ativo, planejamento e programação da manutenção, gestão da execução de manutenção e gestão da estratégia do ativo.  O objetivo é a aprimorar a segurança, prevenindo falhas e minimizando danos, melhorar a disponibilidade e o planejamento da manutenção, e reduzir o custo de manutenção.

Logística: Nesta área, a OKTO realiza a gestão e a governança dos processos logísticos de maneira global, com soluções para: controle avançado das operações de armazém, transporte, pátio e docas, incluindo a gestão de custos e recursos do processo; gestão de documentos e custos; agendamento de movimentação de cargas; criação de dashboards para suporte a tomada de decisão.

Segurança Digital – Na área de Segurança Digital, a Atech traz sua expertise no desenvolvimento de soluções de Defesa e Tráfego Aéreo, para desenvolver soluções e serviços voltados para a análise estratégica da segurança da informação empresarial. Alguns dos serviços oferecidos são o Teste de Intrusão e a Quebra de Senhas.

Conexões Inteligentes – A área de Conexões Inteligentes traz ao mercado soluções voltadas para os mercados de Energia e Indústria 4.0. Na área de Energia, a empresa oferece soluções de Redes MESH e Sistemas de Automação da Medição. Para suportar conceitos da Indústria 4.0 a empresa detém comprovada competência na área de Desenvolvimento de Software Embarcado e Integração de Sistemas. Essas últimas, aliadas ao portfólio OKTO, podem trazer mais agilidade e performance à operação industrial.

 

Sobre a Atech

Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores, gestão de ativos, segurança digital, conexões inteligentes e logística. Mais informações em www.atech.com.br