Navegue
smart-4168483_1920
Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhe no Twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhe no Linkedin

A tecnologia por trás do conceito de cidades inteligentes

Atech, PMESP e prefeitura de São José dos Campos debateram o tema em live promovida pelo canal Defesanet

Na terça-feira (30), Atech, Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP) e Prefeitura de São José dos Campos estiveram na live “Cidades Inteligentes e Gestão de Incidentes: o impacto das tecnologias na sociedade e na segurança pública”, promovida pelo canal Defesanet.

O evento contou com a participação do Major Paulo Augusto Aguilar, Chefe de Divisão no Comando de Policiamento de Choque (PMESP), Claudio Nascimento, Gerente de Negócios da Atech e Alberto Alves Marques Filho (Mano), Secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico do Município de São José dos Campos, que conversaram sobre como as cidades podem empregar a tecnologia e a análise de dados para promover uma transformação urbana com o objetivo de alcançar melhores metas sociais, econômicas e de sustentabilidade.

Dentre os assuntos debatidos em torno do tema, de que forma a internet das coisas, o big data e a análise e a fusão de dados podem gerar informações relevantes e maior consciência situacional para os diversos órgãos que gerenciam inúmeros e diferentes tipos de situações diariamente, e de que forma isso pode beneficiar o gestor.

De acordo com o Major Aguilar, a tecnologia permite digitalizar o incidente, possibilitando uma visão real da ocorrência e, quanto mais detalhada e visualizada a situação, maior a consciência situacional e mais assertiva a tomada de decisão quando necessária. “A tecnologia tem o objetivo de estabelecer uma sociedade 5.0., ou seja, trazer essa tecnologia para salvar vidas e para a proteção do meio ambiente. Não é fazer o microgerenciamento da intimidade de cada um, mas ampliar a capacidade responsiva para o cidadão sempre que necessário. É a tecnologia revertida em prol das pessoas”.

Para o gerente de negócios da Atech, “a tecnologia ajuda os governantes a enxergarem a cidade”. Segundo Claudio Nascimento, é preciso estabelecer as métricas, principalmente observar as já existentes, e ter em mente que “se tornar uma cidade inteligente não é uma virada de chave, mas uma jornada que envolve integração de dados e como trabalhá-los com inteligência para que se tornem informações úteis. E isso está no DNA da Atech, fazer com que esses dados orientem da melhor forma os gestores frente as ações que precisam ser decididas”.

O secretário Mano deu alguns exemplos de como a tecnologia é utilizada pelos cidadão em São José dos Campos e explicou como, por meio de aplicativo, podem usufruir desde espaços esportivos até fazer agendamento de consulta e adquirir ingressos para shows e peças de teatro, tudo de forma digital. além disso, ressaltou que todos os indicadores de segurança pública vêm caindo rapidamente no município por causa da aplicação de tecnologia. “Cada vez mais as cidades precisam de tecnologia para resolver uma série de situações no dia a dia. Cidades inteligentes são o futuro, algo desejável, e posso dizer que São José dos Campos está no meio do caminho desse esforço”.

Clique aqui para conferir a live completa.

Receba nossos conteúdos

Preencha seu email e receba nossos conteúdos sobre Gestão de Ativos

Entre em contato

Email: contato@atech.com.br
Tel.: 55 (11) 3103-4600
Rua do Rocio, 313 – 5° andar
Vila Olímpia – São Paulo – SP

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Criado pela Intelligenzia