CategoriesBeginner,  Excelência Operacional

Saiba como implementar os 5 princípios do Lean no seu negócio

“Pensar Lean é pensar de forma radicalmente diferente do
pensamento usual das indústrias tradicionais”.

Michael Ballé, autor referência em filosofia Lean

 

Os primeiros passos para adotar essa forma “radical” de pensar o negócio, aplicando os princípios do Lean, demandam um maior esforço, mas os resultados certamente valem a pena. Inicialmente, o mais importante é definir metas e engajar as pessoas. Uma meta pode ser, por exemplo, otimizar o fluxo de trabalho de modo agilizar a entrega de produtos ou serviços. Qualquer que seja o objetivo, ele precisa ser claramente definido para que todos embarquem na jornada.

Uma empresa de construção com projetos em Dubai, por exemplo, está aplicando os princípios do Lean com o objetivo de melhorar as atividades de colocação de revestimentos cerâmicos. O primeiro passo foi engajar a equipe responsável, que se reuniu para realizar um exercício de mapeamento do fluxo de valor e identificar atividades que não agregavam valor.

Com melhorias no processo e na logística de apoio ao trabalho de revestimento, a empresa conseguiu aumentar a produtividade de 625 metros quadrados de telhas de cerâmica por dia para 1.000 metros quadrados. E também diminuir o estoque de cinco dias para um dia, melhorando o reabastecimento com um sistema de supermercado, para que a quantidade certa do material fosse fornecida no momento certo, próximo ao local onde as telhas estavam sendo assentadas.

A experiência da construtora vai de encontro ao que pregam os especialistas em princípios Lean, que é começar com uma única equipe e então ir disseminando as práticas por outros departamentos, até transformar o negócio em uma empresa Lean.

Os 5 princípios do Lean

A partir do momento em que a equipes estão engajadas e prontas para adotar uma nova cultura e forma de pensar o negócio, é hora de aplicar cada um dos 5 princípios do Lean, que devem ser trabalhados simultaneamente com o objetivo de maximizar os resultados e minimizar as perdas.

princípios do Lean

1 – Identificar o valor

Segundo engenheiro Rafael Tadeu de Matos Ribeiro, em artigo publicado no portal Engenharia 360, o valor é expresso em termos de um produto específico, que atenda às necessidades do cliente, a um preço específico, em um momento específico. O valor é tudo aquilo que os clientes consideram importantes em um produto e é o ponto motivador que faz o consumidor adquirir certo produto ou serviço de uma determinada empresa.

O conceito de valor de um produto está diretamente ligado ao conceito de qualidade na visão do cliente e pode ser expresso por diversas formas, como: a cor, a forma, o tamanho, a tecnologia agregada, funcionalidade, embalagem, a força da marca no mercado e o preço final do produto.

2 – Mapear o fluxo de valor

Um fluxo de valor é o resultado da somatória de todas as ações que, agregando valor ou não, são necessárias para levar um produto por todas as etapas do processo produtivo até o cliente. Com base nessa definição e analisando o fluxo de valor, é possível diferenciar as ações que ocorrem ao longo do processo, entre ações que agregam valor e ações que não agregam valor:

  • Etapas que agregam valor: são as etapas do processo produtivo que efetivamente transformam as matérias primas com o objetivo de dar forma ao produto final; nessas etapas o produto ganha atributos que os clientes reconhecem e estão dispostos a pagar por elas.
  • Etapas que não agregam valor: são as etapas completamente desnecessárias ou repetitivas dentro de um processo produtivo, onde o cliente não as reconhece como valor e por isso não está disposto a pagar por elas.

3 – Fluxo contínuo

O fluxo contínuo significa produzir uma peça de cada vez, com cada item sendo passado imediatamente de um estágio do processo para o seguinte sem nenhuma parada ou desperdício entre eles. O objetivo é fazer com que o produto ou o serviço flua sem interrupção, no menor tempo possível, num ritmo compassado pela necessidade do cliente e com qualidade.

Voltando à construtora, com base nos princípios do Lean todas as partes envolvidas no processo de colocação de revestimentos cerâmicos foram unificadas, trabalhando de forma sincronizada, levando mais clareza ao trabalho, reduzindo riscos e custos desnecessários.

4 – Produção puxada

A produção puxada significa que um processo inicial não deve produzir um bem ou um serviço sem que o cliente de um processo posterior o solicite. Esse método de controle da produção está baseado nas vontades do cliente, que são providenciadas e atendidas na hora que desejar. Assim, as atividades de fluxo iniciais – como, por exemplo, um pedido – avisam as atividades fluxo posteriores – como retirada de uma peça do estoque – sobre suas necessidades, visando eliminar a produção em excesso.

5 – Melhoria contínua

Esse princípio tem como foco a eliminação progressiva dos desperdícios e está fortemente ligado à integração total dos outros quatro conceitos descritos anteriormente. Podemos entender que a perfeição é alcançada quando um processo fornece valor, conforme definido pelo cliente, sem qualquer tipo de desperdício.

Claro que colocar em prática todos os princípios do Lean não é tarefa fácil, por isso os esforços de melhorias devem ser fortemente incentivados e devem seguir continuamente a fim de alcançar a plena satisfação dos clientes.