CategoriesConexões Inteligentes,  Energia,  Pro

Cinco maneiras que a Internet das Coisas melhora o setor de energia

Acredite ou não, a “Internet das coisas”, ou seja, a IoT afeta nosso dia a dia de uma maneira ou de outra. Isso ocorre porque a conectividade está crescendo, dia após dia. O setor de serviços públicos e de energia foi um dos primeiros a adotar a IoT.

A Internet das Coisas é, basicamente, sobre como conectar dispositivos à internet. Em outras palavras, IoT refere-se à rede de eletrodomésticos, dispositivos físicos, veículos e outros itens que incorporam sensores, software, atuadores e outros para trocar e conectar dados. Ao conectar dispositivos físicos e sensores à Internet, o mundo entrou numa era em que automação, análise de dados e conectividade criam inovações que estão além do alcance.

Como a Internet das Coisas afeta o setor de energia

Segundo a consultoria McKinsey, a IoT terá um impacto econômico anual de US$ 3,9 trilhões para US$ 11,1 trilhões em todo o mundo até 2025. Nos Estados Unidos, por exemplo, o setor industrial reduziu o consumo de energia entre 14% e 22% devido ao uso das tecnologias IoT.

Além da evolução da Internet das Coisas, a nanotecnologia também propicia redução de obstáculos tecnológicos importantes. Como resultado, essas evoluções ampliaram o escopo de várias aplicações de IoT no setor de energia. Veja outras mudanças propiciadas por IoT:

1. Acesso a insights para estratégias eficazes de eficiência energética

De acordo com um relatório da McKinsey, “99% dos dados coletados de cerca de 30 mil sensores em uma plataforma de petróleo foram perdidos antes de chegar aos tomadores de decisões operacionais.” Os sistemas tradicionais de gerenciamento predial são limitados e não podem contribuir para aumentar a eficiência energética.

Os sistemas de gerenciamento de energia de edifícios inteligentes são construídos com base na tecnologia IoT para monitorar e controlar os sistemas de energia dos edifícios. Os sistemas que usam sensores IoT para coletar e analisar dados de energia incluem HVAC, elevadores, iluminação, equipamentos de sala, ventilação de ar, elevadores e outros. Esses dados de energia analisados ​​são então traduzidos em informações por fatiamento e corte. Essas informações ajudam a adivinhar e tomar decisões que aumentam a eficiência energética.

2. Transparência de usos e fontes de energia

A transparência dos usos e fontes de energia talvez seja a principal preocupação da indústria. A implementação da IoT no setor de energia pode ajudar a reduzir o risco de falhas de energia, bem como surtos elétricos durante as horas de alta demanda, ao prever os picos do sistema e permitir que os clientes aproveitem as oportunidades de redução durante esses períodos. Com a IoT, é possível rastrear o uso de energia em tempo real. Esse rastreamento permite o controle de custos e ajuda a reduzir seu impacto ambiental adverso, detectando anomalias.

3. Segurança na negociação

O maior obstáculo do setor de energia é a capacidade de garantir a negociação. A IoT também ajuda neste ponto. Os mais novos operadores da indústria, ou seja, plataformas habilitadas por blockchain, facilitam o comércio peer-to-peer. Naturalmente, com cada vez mais conexão de dispositivos, embora haja uma ameaça de fragmentação e interoperabilidade, as oportunidades definitivamente são para o comércio de energia garantida em tempo real, análise, bem como gerenciamento de infraestrutura.

4. Impulsionar a eficiência e gestão de energia

Sistemas de gerenciamento de energia que são construídos usando a tecnologia IoT não deixam pedra sobre pedra. É o próximo e avançado estágio de eficiência energética edificante para instalações comerciais. As proteções cibernéticas precisas ajudam a garantir que os dados coletados com a ajuda do sistema de gerenciamento de energia sejam seguros e transferidos em tempo real. Além disso, eles garantem a redução no uso dos níveis de energia e, portanto, reduzem os valores das contas de energia. Isso aumenta diretamente o ROI.

5. Transformação dos mercados de energia

A Internet das Coisas fornece dados em tempo real, independentemente da localização. Dá uma visão de 360 ​​graus da energia consumida e gerada. No caso de implantação de uma rede inteligente e sua ligação a geradores, o pré-requisito para geradores em larga escala e centralizados é gradualmente reduzido. Isso pode levar a uma transformação fundamental dos mercados de energia, como a forma de gerar, consumir, armazenar e distribuir energia.