Entenda como a análise de dados de vida (LDA) pode basear suas decisões
CategoriesGestão de Ativos,  Senior

Entenda como a análise de dados de vida (LDA) pode basear suas decisões

Gestores das áreas de manutenção enfrentam sempre um dilema: se um equipamento está funcionando, será que vale a pena desmontar e montar suas peças para realizar uma manutenção preventiva? Não seria mais adequado implantar estratégias de manutenção preditiva, evitando paradas desnecessárias e também o risco de uma montagem inadequada? Nesse caso, é o momento de começar a estudar a implantação de uma abordagem de análise de dados de vida para a manutenção de ativos, aliada ao programa de manutenção centrada na confiabilidade obtendo, assim, um plano de manutenção otimizado.

A manutenção baseada na confiabilidade dos componentes foca em preservar a função do sistema, em vez de simplesmente preservar o equipamento, o que só pode ser alcançado quando a programação de ações de manutenção é baseada na análise de dados de vida.

Especialistas indicam que a manutenção centrada em confiabilidade é uma estratégia eficaz para implantar a melhor política de manutenção e estabelecer o plano mais adequado para cada equipamento, estudando as funções e falhas de cada componente do ativo, relacionando as causas das falhas com os seus efeitos e definindo ações proativas, integrando qualidade, segurança do ambiente e produção.

Os seus principais focos são:

  • Preservação da função do sistema
  • Identificação das falhas funcionais e dos modos de falha dominantes
  • Priorização das falhas funcionais de acordo com as suas consequências
  • Seleção das tarefas de manutenção mais tecnicamente aplicáveis e custo-eficientes

Como a análise de dados de vida influi na manutenção

A análise de dados de vida para a manutenção de ativos, baseada na coleta de dados provenientes de sensores e sistemas embarcados nos componentes dos ativos, possibilita identificar a variação entre o tempo de operação de uma peça e o seu tempo de falha, que não são necessariamente iguais.

Inovadoras tecnologias permitem capturar e analisar os dados enviados pelos sensores, revolucionando o modo de pensar em manutenção, que passa a ser mais simples e com melhor custo-benefício, levando em consideração que o bom estado dos ativos é mais importante para manter a eficiência da linha de produção do que o seu tempo de uso.

Avaliando o custo do ciclo de vida de um ativo

Especialistas do IBP (Instituto Brasileiro do Petróleo) indicam como implantar uma estratégia de análise de dados de vida na manutenção de ativos, com foco no custo do seu ciclo de vida, permitindo avaliar os custos contínuos e obter informações sobre otimização do desempenho e do valor dos ativos em operação:

 

Passo a passo da análise de
do custo de ciclo de vida

 

 

Ação

 

 

Objetivo

 

Avaliação de dados sobre confiabilidade, disponibilidade e mantenabilidade

 

Identificar os dados disponíveis para analisar o desempenho operacional dos componentes de um ativo e o tempo requerido para manutenções

 

 

Avaliação do fluxo de caixa de problemas em gestão de ativos

 

Avaliar economicamente as diversas alternativas (substituir, reformar, mudar políticas, entre outras) na gestão de ativos

 

 

Avaliação de decisões de substituição para otimização de manutenções preventivas

 

Determinar os intervalos ótimos entre manutenções preventivas para minimizar os custos de reparos ou maximizar a disponibilidade do ativo

 

 

Avaliação de decisões de inspeções em equipamentos, subsistemas e grandes sistemas

 

Determinar os intervalos de inspeção para redução de riscos, aumento de disponibilidade, minimização de custos, etc

 

 

Avaliar decisões envolvendo as alternativas Overhaul e reparos de grandes equipamentos

 

 

Determinar quando realizar as grandes manutenções para melhora de disponibilidade e redução de custo de manutenção

 

 

Avaliar decisões em estrutura organizacional para gestão de ativos

 

 

Dimensionar equipes de trabalho, tamanho das oficinas, quantidade de instrumentos etc

 

 

Avaliar decisões em alocação de recursos e sequenciamento de tarefas de manutenção

 

Priorizar trabalhos de manutenção nas oficinas, pátios, etc, de modo a maximizar a produtividade dos recursos

 

Fonte: IBP (Instituto Brasileiro do Petróleo)

Quer saber mais sobre estratégias de análise de vida e sobre a manutenção baseada na confiabilidade? Baixe o nosso e-book Confiabilidade – a chave para mais segurança e eficiência na gestão de ativos e conheça a nossa solução OKTO, que integra funcionalidades que vão agilizar o monitoramento de condição do ativo; o planejamento e programação da manutenção, a gestão da execução de manutenção e a gestão da estratégia do ativo.